Chico-estrela

BM: Você, como líder do governo, realmente precisa ter essa interlocução entre as duas bancadas. Acredito que esse problema dos ambulantes da Lauro de Freitas não seja uma demanda só da bancada de oposição, acredito que haja a sensibilidade dos vereadores da situação em resolver um problema social.

CE: Nós encontramos junto ao secretário de Serviços Públicos, Luís Paulo Souza, um paliativo para que esses ambulantes possam sair do terminal da Lauro de Freitas e irem para a Rua da Misericórdia, eu digo um paliativo porque nós vamos analisar e vamos ver se tem condições dos ambulantes permanecerem naquele local.

A gente entende que o sapato aperta no pé de quem calça e quem verdadeiramente vai saber se ali é um bom lugar são os ambulantes.

Eu tenho um projeto e já apresentei à prefeita para que a gente possa fazer ali do lado da Estação de Transbordo as barracas padronizadas e os ambulantes possam ter o seu comércio e o seu movimento naquela região, porque sem sombra de dúvidas tem um movimento maior do que a Rua da Misericórdia, mas ali espero que seja por enquanto um paliativo.

Lógico que no Terminal existem indicações do Ministério Público, de várias autoridades, de que não devem ter pessoas naquela localidade, mas vamos deixar fluir para sabermos se esses poderes estão com a razão ou se nós podemos trazer de volta para a Estação de Transbordo os ambulantes de Vitória da Conquista, porque é como sempre digo: não adianta você ter um equipamento lindo, que embeleze a cidade, um cartão postal e o povo da sua cidade continuar sofrendo. E a gente não quer o sofrimento do povo, a gente quer realmente que todos fiquem satisfeitos, e é isso que será e estarei lutando para que aconteça.

Eu estarei mostrando a nossa prefeita, às autoridades, que existe essa possibilidade, essa viabilidade dos nossos ambulantes permanecerem ali na Estação de Transbordo. Caso não haja um entendimento com as autoridades e nem com a prefeita, é claro que vamos acatar as decisões das autoridades maiores, mas eu assumi o compromisso com os ambulantes de fazer essa intermediação junto com o poder público municipal, junto com o Ministério Público, para que a gente possa de alguma maneira trazer de volta aqueles ambulantes para a Estação de Transbordo, mesmo entendendo que nesse momento não possa ser feito, embora eu acredite que possa acontecer uma discussão e a gente chegar a um denominador comum.