bahia-governador-rui-costa

Como não aconteceu um trabalho conjunto dos diversos setores da sociedade quando a pandemia atacou o Brasil, na Bahia não foi diferente. Não podemos negar que o governo estadual e a prefeitura de Salvador conviveram de forma respeitosa e harmônica, praticando ações consensuais desde o mandato de ACM Neto e prosseguiu com a gestão do prefeito Bruno Reis.

A polêmica dos desencontros são visíveis, as tentativas do governador em estabelecer uma política única na tentativa de combater a pandemia não lograram êxito, alguns gestores municipais entenderam que nem sempre as medidas dirigidas a uma região seriam as ideais para outra.

As diferenças de opiniões continuam e elas estão bastante firmes no setor da Educação. O consenso ainda não aconteceu, mas os últimos acontecimentos indicam que está muito próximo de um entendimento. O governador Rui Costa, por exemplo, já admite que no próximo final de semana poderá avaliar melhor se as aulas presenciais poderão voltar.

É bom lembrar que em muitas cidades do interior as aulas já retornaram, por decisão dos seus prefeitos(as).