0B01CFCE-FD45-4854-9ED8-7E23CD1E3B76

Não apenas professores, mas todos os profissionais da área da educação, todos eles foram alvo do advogado e vereador Alexandre Xandó, que pediu pela categoria para que todos sejam vacinados imediatamente.

Xandó é também professor da UNEB e sente que o retorno das aulas presenciais é irreversível, é algo concreto, e o vereador está preocupado em ver todos os profissionais da área da educação vacinados.

Aproveitando o ensejo da visita do governador Rui Costa à cidade de Brumado, o vereador deslocou-se até aquele município e entregou, não apenas ao gestor petista, mas também ao secretário da Educação do estado, Gerônimo Rodrigues, assim como os deputados que compunham a delegação, dentre eles Waldenor Pereira e Zé Raimundo, um documento no qual solicita a imediata vacinação dos profissionais da educação.

Segue a nota da assessoria parlamentar do vereador:

“Vereador de Conquista articula luta por vacina para todos os profissionais da educação

Nesta segunda, dia 05 de julho, o Vereador Alexandre Xandó (PT) de Vitória da Conquista-BA entregou ao Governador Rui Costa um documento pautando a realização do DIA D para vacinação para profissionais da educação na Bahia. O Vereador, que é Professor do Curso de Direito da UNEB, também entregou o documento ao Secretário de Educação Jerônimo Rodrigues, ao Secretário de Saúde Fábio Vilas-Boas e a diversos deputados estaduais e federais.

O pleito, que se inspira em ação semelhante que foi realizada pelo Governo do Amapá na semana passada. De acordo com Xandó “nós já estamos bem perto de vacinar a totalidade dos profissionais da educação do Estado, e em algumas cidades já alcançamos 100%. Se a educação é prioridade, defendo que o Governo do Estado realize um mutirão de dois dias de imunização com foco nesse setor (que engloba professoras/es, merendeiras/os, zeladoras/es, etc.)”

O debate do retorno às aulas presenciais ganha força, e alguns municípios já retomaram, apesar de muitos pais ainda estarem receosos de enviar seus filhos às escolas. Uma importante vitória dos profissionais da educação etc.) foi a inclusão no grupo prioritário de vacinação, contudo a maioria dos municípios não conseguiu vacinar toda a categoria. Com a mudança instituída no Estado da Bahia, para a vacinação por faixa etária, uma parcela expressiva dos educadores ainda não está imune.

Sobre o movimento de pais e mães de alunos que estão pressionando pelo retorno às aulas presenciais Xandó disse: “É legítimo! Estamos vendo várias crianças com problemas psicológicos e deficit de aprendizado. É um prejuízo enorme para esta geração. Mas penso que a pressão deve ser para que Municípios e Estados tomem a decisão de vacinar 100% das/dos profissionais da educação, e assim possamos retomar as aulas presenciais de forma gradual”.