2D9DE019-B958-42E7-A430-AC96CBFF5D85

Depois de respirar fundo e sentir o chão firme sob os pés, a família de George Couto agradece a Deus e aos amigos que lhe prestaram solidariedade. Assim se reportou o irmão de George, Jardel, dirigindo-se aos conquistenses:

“Pessoal, a essa altura já sabem que George, meu irmão, foi encontrado.

Glórias ao Senhor!

Peço desculpas em não responder as mensagens, mas somente paramos um pouquinho agora.

A família inteira agradece as orações, as palavras de conforto. Realmente a ajuda que veio de toda a parte; percebemos que uma vida não é contada em uma página mas sim em vários capítulos e que foram muito bem escritos por meu pai e o reconhecimento veio através de tanta ajuda e determinação em encontrar George. O quanto esta família é querida por conta desta história de seriedade do senhor Gedel, orgulhosamente, nosso pai. Sem isso não seria possível.

Pedimos mais uma vez o apoio de todos vocês em nos auxiliar para que George e nossa família, vire essa página e possa voltar a escrever bons capítulos… lembrem-se que páginas tristes existirão e não queremos escondê-las, apenas queremos dar a devida importância a elas e na força do senhor, superaremos!

Deixo um relato pessoal sobre George: um ser incrível, pacato, do bem. Como dizem na gíria, um verdadeiro sangue bom. Parceiro e temente a Deus.
Possui limitações como qualquer outro, também possui problemas, frustações, vitórias, tristezas e alegrias. Mas Acima de tudo, sangue bom.
Por isso, pedimos serenidade nas suas ações a partir de agora e menos julgamentos de quem não está no seu dia a dia. Permanecem as possibilidades de depressão e de surto, mas somente profissionais já no caso poderão realmente avaliar.

Neste momento, adotaremos um comportamento que sempre foi o do meu pai: discrição e uma mão sempre pronta para um aperto de mão para sorrir SEMPRE!”