WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
sufotur secom bahia engenhar construtora PMVC vittasaude HSVP hospital sao vicente santa casa


junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
blog do marcelo

camara de vitoria da conquista

boulevard shopping

atlanta veiculos

unimed

pinheiro plantas

:: ‘Política’

A pergunta que os adversários de Lúcia Rocha fazem é: “Será que a vereadora entregará os cargos que tem no estado?”


Minha querida Vitória da Conquista, hoje vamos abordar um assunto que está em pauta, que é o posicionamento mais recente da vereadora Lúcia Rocha. Recentemente, ela reuniu-se aqui em Conquista, e eu pensei que tivesse acontecido em Salvador, mas foi aqui em Vitória da Conquista. O MDB trouxe à nossa cidade, além do presidente de honra do partido, o ex-deputado Lúcio Vieira Lima, representações fortes de partidos que estarão apoiando a vereadora nessa corrida pela sucessão municipal ao executivo. Trouxe também o presidente do partido, Baleia Rossi. Me perdoe o equívoco se ele não for o presidente. Ele é o presidente nacional. Veio a Conquista referendar e dizer à cidade e ao governo do estado que a candidatura da vereadora Lúcia é irreversível, que ela continuará e está definida.

O que acontecerá depois num possível segundo turno? Não sabemos quem irá ao segundo turno, mas fala-se que a prefeita Sheila é uma virtual disputante do segundo turno, seja com a vereadora Lúcia, seja com o deputado Waldenor Pereira. Peço desculpas ao pré-candidato do Avante, Marcos Adriano, porque temos que ser sinceros: o panorama político que vemos hoje é uma disputa muito acirrada entre os três nomes. Mas, enfim, o que os adversários perguntam? Continuará a vereadora Lúcia Rocha com esse número de cargos que ela tem no estado? Esses cargos pertencem a ela ou ao MDB? Se pertencem ao MDB, ela está muito bem guardada, porque o deputado Lúcio Vieira Lima é um dos apoiadores do projeto do governo Jerônimo. Isso deve ser um acordo entre eles, mas cabe à vereadora Lúcia Rocha jogar dos dois lados, mantendo sua candidatura e, ao mesmo tempo, mantendo os cargos no governo do estado, inclusive um que é do advogado Paulo Maurício Filho, que, segundo consta, é funcionário do presídio em Vitória da Conquista, uma indicação do MDB. :: LEIA MAIS »

MDB, Podemos e PRTB reúnem em Salvador e hipotecam apoio a Lúcia Rocha. “A nossa candidatura é diferente do PT”, diz vereadora.

Pela primeira vez a candidata à prefeitura municipal de Vitória da Conquista pelo MDB, a vereadora Lúcia Rocha, ousou fazer alusão ao seu colega da base do governo estadual, que também é candidato, Waldenor Pereira, do PT, e as suas palavras mostram definitivamente que não existe nenhuma chance dela compor a chapa na condição de vice: “a nossa pré-candidatura é muito diferente do candidato do PT, ela nasce das ruas, nasce no meio do povo”, diz a parlamentar que esteve acompanhada do seu colega da Câmara, o delegado Marcus Vinícius, companheiro de chapa. No mesmo encontro a vereadora fez críticas a administração da prefeita Sheila.

Estiveram no ato, o presidente de honra do MDB baiano, Lúcio Vieira Lima, o deputado federal Baleia Rossi, o vice governador e candidato à prefeito de Salvador, Geraldo Júnior, a secretária estadual de Recursos Hídricos e outras lideranças.

Então, prevalece o que a vereadora sempre disse, que nunca teria uma chance dela ser candidata à vice na chapa com o deputado federal Waldenor.

Deputado Waldenor passa a ideia para a população conquistense de que o alinhamento político é o seu grande trunfo para vencer as eleições.

A cada dia que passa esquenta mais o clima político em Vitória da Conquista, tudo em razão da sucessão municipal que conta com as pré-candidaturas da prefeita Sheila Lemos, do deputado Waldenor Pereira, da vereadora Lúcia Rocha e de Marcos Adriano, União Brasil, PT, MDB e Avante, respectivamente. Todos já completamente entregues a um trabalho hercúleo para chegar em janeiro de 2025 e sentar na principal cadeira da praça Joaquim Correia.

Não é fácil para ninguém, é preciso muito trabalho, é preciso ter “farinha no saco”, ou seja, é necessário ter, e ter muito, voto na urna, chegar a ser gestora ou gestor de Conquista não basta um simples querer, não é uma tarefa para qualquer mortal. O sonho é ligitimo, eu diria até que é nobre, só que o eleitor da nossa cidade entende que para governar a capital do sudoeste da Bahia não basta o desejo de querer servi-la, reitero, é um gesto nobre, mas…

As estratégias dos pré-candidatos já estão nas ruas, cada qual procurando convencer a população de que é o melhor. :: LEIA MAIS »

Leo Prates traz Comissão do Trabalho a Salvador para debater regulamentação dos motoristas por aplicativo

O parlamentar que ouvir as demandas dos profissionais sobre o projeto apresentado pelo Governo

A convite do deputado federal Leo Prates, a Comissão do Trabalho da Câmara dos Deputados, realizará um debate sobre a regulamentação da profissão dos motoristas por aplicativos. O encontro, que será realizado no dia 20 de maio, no Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador, contará com a presença do presidente da Comissão, Lucas Ramos (PSB/PE), além de representantes da categoria.

O debate sobre a regulamentação do trabalho de motorista por aplicativo, voltou a ganhar destaque em março deste ano, após o governo federal apresentar um projeto de lei que busca inserir “garantias trabalhistas” na relação entre os trabalhadores e as empresas que gerem aplicativos de transporte. :: LEIA MAIS »

Marcos Adriano, segue em frente com a sua pré-candidatura, agora é pelo Avante, depois de perder o PDT.

Na última sexta-feira, 10, encontrei com o advogado Marcos Adriano, e ele mantém o seu projeto de chegar a prefeitura de Vitória da Conquista como uma opção alternativa para o eleitor que não gostaria de reeleger a prefeita Sheila, mas que também não quer o retorno do PT, que apresenta o nome do deputado Waldenor Pereira.

Marcos vem discutindo com a população a necessidade de uma mudança nos métodos de governar a cidade, ele entende que o orçamento anual do município é muito alto, mas não vem sendo aplicado de forma convincente nos últimos governos, e ele gostaria de chegar ao cargo de prefeito para mostrar que é possível melhorar a vida dos municípes dando prioridades aos investimentos.

Marcos afirmou que a perda do PDT para a prefeita Sheila não o fez recuar, ao contrário, “ganhei força, seguirei no mesmo propósito de continuar discutindo a cidade, continuarei mostrando que é possível administrar o nosso município de forma diferente”. :: LEIA MAIS »

A candidatura de Alan a vice de Sheila é irreversível, mesmo que a prefeita ainda não tenha anunciado oficialmente.

A decisão do empresário João César em abrir mão do seu nome em favor do médico Aloísio Alan para ser o companheiro de chapa da prefeita Sheila Lemos, que é candidata à reeleição, é algo tão certo como 2 + 2 = 4. Ao nosso ver não existe outra possibilidade, a não ser uma, teria que ser um milagre, mas por uma questão de responsabilidade eu não ousaria dizer aqui, até para preservar os nomes envolvidos. Chego a dizer que até o Dr. Alan abriria mão da condição de vice para fortalecer o projeto coletivo do grupo que pretende continuar no poder por mais dois ou três mandatos.

Qualquer insinuação de que a gestora recorreria a outro nome senão o de Alan é plantio de falsas notícias, é não ter um mínimo de conhecimento da conjuntura política da nossa cidade, é como se quisesse se credenciar como página de fofoca. Até porque outro nome que vinha sendo cantado em prosa e verso como provável vice da gestora conquistense, o do jovem médico Vinícius Rodrigues, secretário de Saúde, também facilitou a decisão para a filha de Dona Irma, pois o novo presidente do PDT prorrogou os seus planos de qualquer candidatura para mais à frente.

Os outros nomes citados como possíveis vices como o Coronel Ivanildo, Gutemberg Macedo Júnior e também o ex-vereador Coriolano Moraes, cada um manifestou à sua maneira. “Amanhã será outro dia”, mais ou menos isso por parte do comandante da Polícia Militar que aposentará em breve; o advogado se colocou à disposição da prefeita de forma incondicional, e, por fim, o ex-secretário de Educação do governo Guilherme sairá candidato a vereador.

CPI da Saúde: Xandó, Viviane, Waldemir, Lúcia e Marcus Vinícius presentes. Andresson, Luciano e Babão não assinaram. Jacaré, embora assinante, está em viagem.

Na manhã de hoje, 9, no plenário Carmem Lúcia, aconteceu uma coletiva de imprensa convocada por vereadores da oposição à prefeita Sheila Lemos que buscam elucidar fatos ocorridos ainda no governo do falecido prefeito Herzem Gusmão, que teria denunciado ao Ministério Público, através de um dos seus procuradores, possíveis irregularidades na Secretaria de Saúde com compras superfaturadas.

É uma situação complicada, o legislativo cumpre o seu dever regimental, esse é o seu principal compromisso com a população, ser órgão fiscalizador do executivo, o que nos chama atenção é a cronologia dos fatos, e me despertou a fala da vereadora Viviane Sampaio, que a denúncia já fora feita lá atrás, em 2020, mas só agora ganha dimensões.

A mesa foi composta pelos vereadores Alexandre Xandó, Viviane Sampaio e Waldemir Dias, todos do PT, além dos colegas Lúcia Rocha, MDB, e Marcus Vinícius, Podemos. Aliás, os dois estão na disputa pela prefeitura de Conquista na mesma chapa, ela buscando ser prefeita e ele vice. :: LEIA MAIS »

Deputado Waldenor comemora crescimento da aprovação do governo Lula, segundo aponta última pesquisa. O candidato petista continua na expectativa de vencer as eleições.

O deputado Waldenor Pereira é um dos principais defensores do presidente Lula, demonstrou a sua lealdade ao ex-metalúrgico do ABC paulista no momento mais difícil da sua vida quando o líder do Partido dos Trabalhadores fora preso, sendo que até hoje o sentimento do deputado é que o seu companheiro de sigla fora injustiçado e por isso mesmo mantém-se ao seu lado.

O atual momento da política nacional é turbulento, não existe muito espaço para as ideologias, a população anda meio descrente dos seus líderes, tudo por conta das misturas partidárias, não existe bandeiras definidas e, por isso mesmo, vivemos essa fragilidade, um certo descrédito por parte da população. Não obstante tudo isso, Waldenor acredita que essa onda passará e a identidade ideológica voltará. :: LEIA MAIS »

Waldenor continua em peregrinação pelos bairros da cidade levando o seu PGP (Plano de Governo Participativo), buscando atrair o eleitor para uma gestão compartilhada.

O deputado Waldenor está olhando o que acontece ao seu redor, assiste tudo com um olhar contemplativo, claro que o cenário atual, o que aconteceu nos últimos dias, o deixa mais inquieto, até porque tudo o que ocorreu de quinta-feira, 02/5, até hoje domingo, 05, são situações que requerem muito cuidado para não atrapalhar os seus planos de chegar a disputa pela prefeitura de Conquista sem sofrer obstáculos que podem virar barreiras intransponíveis. Por exemplo, a notícia de que o Partido dos Trabalhadores faz inserções junto ao governador Jerônimo Rodrigues para definir logo a candidatura do ex-reitor da UESB como único nome da base governista, chegando ao ponto de sugerir que o filho do vice governador Geraldo Júnior, o deputado Matheus Pereira, deixe o mandato para assumir a Secretaria de Recursos Hídricos, abrindo assim caminhos mais largos para Nonô tocar o seu projeto de chegar à prefeitura de Conquista.

Tudo isso são coisas normais na política, embora a reação de Geddel Vieira Lima não tenha sido tão amistosa. “Sonhos de Verão”, disse o ex-ministro do governo Lula.

xxxxxxxxxxxx

As poucas palavras do líder do MDB em Salvador e no estado mostram que a posição de manter a candidatura da vereadora Lúcia Rocha é irreversível, é inarredável. :: LEIA MAIS »

Sheila e Alan, uma chapa que tinha tudo para dar certo, só faltava anunciar. Os dois travarão uma disputa épica contra o PT.

A prefeita Sheila Lemos viveu momentos de muita ansiedade, foram dias e noites de muita expectativa para não machucar os diversos nomes que apareciam como possíveis candidatos a vice na disputa eleitoral de outubro próximo, quando estará em jogo o destino político e administrativo de Vitória da Conquista, a capital do sudoeste da Bahia. Como se diz popularmente, “formou uma fila indiana”, nomes dos diversos segmentos da sociedade conquistense, figuras ilustres, respeitadas, probas e com credibilidade para se colocarem de frente com a população que busca eleger nomes que honrem a história política da cidade.

“Eu não serei candidato a prefeito, meu voto é de Sheila, ela merece ser reeleita e coloco o meu nome para ser o seu candidato a vice”, me disse o médico ortopedista Aloísio Alan, quando perguntei-lhe na Câmara de Vereadores ao receber do pastor Sidney o bastão de presidente do Republicanos, em noite festiva, com o plenário Carmem Lúcia completamente lotado.

xxxxxxxxxxxx

O empresário João César compunha a lista, discreto, deixou que tudo ocorresse normalmente, teve ao seu lado o PP, tornou-se presidente da sigla, até que por vontade própria abriu mão da sua indicação.

Nomes que fizeram parte dos governos petistas, a exemplo do advogado Gutemberg Macedo Júnior, ex-presidente da OAB Conquista, também foi procurador do município no governo Guilherme Menezes, o outro foi o ex-vereador e ex-secretário de Educação do prefeito Guilherme, Coriolano Moraes, sem dúvidas, dois nomes que enobrecem qualquer chapa. :: LEIA MAIS »

alessandro tibo


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia