WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


maio 2021
D S T Q Q S S
« abr    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
blog do marcelo

camara de vitoria da conquista

unimed


:: ‘Artigos’

A necropsia

afranio

Por Dr. Afranio Garcez*

Nas nossas vidas de profissionais recém-formados, após receber os diplomas, em especial em determinadas profissões como medicina, direito, engenharia etc, parece que já somos os donos do mundo, e que sabemos de tudo. Isso era muito comum na década de 80, e aconteceu comigo, pois tive esta sensação, mas não precisou passar muito tempo, e eis que caio na real, e então volto aos velhos e bons livros, àqueles mesmos que eu achava que não passavam de velhos alfarrábios sem mais quaisquer utilidades.

Década de 80 eu começando a minha vida profissional, trabalhando ora em Salvador, ora em Conquista era um vai e vêm que as vezes eu pensava que não iria suportar tantos anos que viriam pela frente, como realmente aconteceu, agora já estou prestes a completar 40 anos de advocacia efetiva. Ao longo desta décadas tive a oportunidade de patrocinar causas criminais que nenhum outro colega desejava, dada ao chamado clamor público, que na verdade eram manchetes dos principais jornais da capital baiana, sempre relembrando do caso, mostrando a barbaridade clamando justiça, e só não pediam pena de morte porque não podiam até mesmo a sessão do tribunal do júri que nem estava marcada para ocorrer, eles prontamente já davam o veredicto. Era em suma uma situação irreal, pois somente ouviam uma parte, a dos parentes da suposta vítima e a “otoridade policial”.  :: LEIA MAIS »

Restaurante de Dalva: Valdir Barbosa presta uma homenagem a essa ilustre senhora

delegado valdir barbosa

A melhor galinha caipira da cidade você encontrava no Restaurante de Dalva, situado na Avenida Fernando Spinola, frequentado por boêmios, políticos, empresários e intelectuais.

Muito oportuna a homenagem que o delegado aposentado Valdir Barbosa presta a essa amiga e excelente profissional da arte de cozinhar. Acompanhe o belo texto do autor: :: LEIA MAIS »

“Esteja com Deus, vô”, diria João Pedro ao seu querido avô que partiu no dia 27/03

IMG-20210401-WA0007

João Pedro Macêdo Soares é um querido amigo de apenas 16 anos que cada vez mais me encanta pela sua inteligência e sensibilidade, ainda bem que os seus pais, Elma e Ramon, me deram a oportunidade de conhecê-lo, em razão disso já tive o prazer e a honra de entrevistá-lo por três vezes.

Leiam com bastante vagar, e vejam que o texto é “um pouco de cada um de nós”, conforme fala sua amada mãe:

:: LEIA MAIS »

Sobre o 31 de março de 64, veja o que escreve Gerson Guimarães

WhatsApp Image 2021-03-31 at 10.35.02

A madrugada de 31 de março de 1964 é, sem dúvida, um dos fatos mais marcantes da vida brasileira no século XX. Apoiada pelos Estados Unidos que, após a inesperada Revolução Cubana, passou a temer qualquer possibilidade de expansão do socialismo na América Latina, parte das forças armadas uniu-se a setores civis conservadores e realizou um golpe que derrubou da presidência João Goulart. Jango, como era conhecido o presidente deposto, estava iniciando um processo de reformas estruturais, como a educacional, a política, a fiscal e a agrária, coisa que à época poderiam insinuar uma aproximação aos regimes de esquerda. De fato, sentindo-se cada vez mais pressionado pela direita, Jango passa a realizar comícios com uma linguagem cada vez mais popular e agressiva, atraindo sindicatos, agremiações estudantis, artistas e setores que defendiam uma maior independência relação à influência norte-americana. Com sua deposição, o Brasil vivenciou um regime de exceção, principalmente com a decretação do AI-5 em dezembro de 1968 (sendo aplicado de fato a partir de 1969). Caracterizado pela censura, perseguição política, tortura e prisões arbitrárias, o AI- 5 endureceu o regime. A esquerda reagiu com assaltos a bancos e sequestros, tendo como um dos sequestros mas icônicos, o do embaixador norte-americano Charlhes Elbrick, objetivando trocá-lo por presos políticos.  :: LEIA MAIS »

É, Wesley, nada a declarar, só lamentar

delegado valdir barbosa

Por Valdir Barbosa

Na década de noventa tive o privilégio de ministrar a aula inaugural, do primeiro curso de Gerenciamento de Crise oferecido pela Academia da Polícia Militar do Estado da Bahia, nossa briosa e centenária instituição. O balizamento da matéria definido naquele fórum e oriundo do conceito formulado pelo F. B. I., assim dita:

“Fenômeno sócio-político-administrativo que possui natureza crucial e necessita de uma intervenção especial dos órgãos que compõem o Sistema de Defesa Social, coordenados pela Polícia, objetivando abordá-lo, entendê-lo e solucioná-lo de forma a preservar vidas humanas. Uma crise é um problema de grande gravidade e urgência que os órgãos que compõem o Sistema de Defesa Social devem identificar, entender e juntos buscarem soluções aceitáveis objetivando sempre preservar vidas humanas e aplicar a Lei”. :: LEIA MAIS »

“Cabeça de camarão” e sua saga (Qualquer Semelhança é Mera Coincidência)

delegado valdir barbosa

Por Valdir Barbosa

Grande metrópole, Dry Mangrove – (Mangue Seco) – foi surpreendida por ação ousada de marginais que invadiram o prédio do Bigland Bank, ali sediado, conseguindo subtrair dos seus cofres, após manter por várias horas funcionários da tesouraria daquela instituição, sob grave ameaça, mais de cem milhões de escudos.

Durante muitos meses, o Delegado Manoel Marques de Melo Rego, com ajuda inestimável do alcaguete Jacu Paraquedista, também conhecido como “Cabeça de Camarão”, assaz conhecido nas bandas de Bitter Oil -(Indiaroba) -, capital da promissora região produtora de pescados e crustáceos. :: LEIA MAIS »

Tradução de mundo livre

WhatsApp Image 2021-02-27 at 09.02.18

Por Marco Jardim

Saí da pupa da Pedra do Sal e desci para cortar as pontas do cabelo, mostrar o rosto inteiro, as mechas douradas jogadas pra trás. Extradição.

Um jovem casal olha na direção da esquina, atravessando a estrada do instante. Encenação.

Abandono roupas usadas e visto outros valores na madrugada da praça, tal qual rei nu. Destituição.

Passa uma garota de saia curta e a gente até esquece os mesmos lugares crus. Localização.

Que a vida se demore um pouco mais nesta vulva, que deixe o tempo passar num gozo profundo, que aguarde o fechar dos olhos do sol no descanso atrás do mar. Revelação.

O tempo é de travessia na Lapinha, na vila, na nação, no infinito que liga o porto até depois do oceano. Imensidão. :: LEIA MAIS »

João Pedro, 16 anos, vascaíno, escreve sobre… bem, leia!

889654E9-042D-4469-A5BE-39540DFAC11C

João Pedro Macedo Soares é um jovem de apenas 16 anos, é vascaíno convicto, tem orgulho de sê-lo, e assim como nós todos vem sofrendo com as últimas performances do Gigante da Colina.
João Pedro externou toda a sua genialidade, todo o seu sentimento, não economizou palavras para mostrar que o nosso time só não é capaz de congelar a sua capacidade de escrita. Vale a pena, leia até o final o que João Pedro escreveu: :: LEIA MAIS »

Vem do sul do estado, de Itabuna, a opinião do ilustre Jorge Almeida. Ele faz referências a Manno Góes e Beliska! Por favor, peço aos leitores permissão para publicar

WhatsApp Image 2021-02-16 at 11.21.16

“Caro Massinha,

Ao ler um seu texto, publicado nesta segunda-feira de carnaval sem carnaval, intitulado

“Manno Góes abre a alma: “Beliska, não morra!, senti-me na obrigação de me manifestar sobre o que você escreve.

(A propósito, hoje fiquei orgulhoso de sua terra por ser considerada a melhor para se viver na Bahia e a segunda do nordeste.)

Não quero ser piegas (embora pareça), mas sempre que posso tenho acompanhado o seu trabalho como comunicador.

Normalmente fico muito satisfeito com o que vejo. :: LEIA MAIS »

Aline Pedreira opina sobre o momento que vivemos: “investir seriamente no professor e punir os políticos corruptos”

 

WhatsApp Image 2021-02-01 at 14.16.37

Considero a professora Aline Pedreira uma das mais entusiastas defensoras da educação em nossa cidade. É apaixonada pelos meninos e meninas que estão ao seu redor, cuida de todos como se fossem seus filhos e filhas, sente na pele a angústia desses jovens que buscam no saber, vencer na vida, ajudar a si mesmo e ser orgulho para a família. Existe uma relação de confiança mútua entre Aline e essa turma inquieta em busca do futuro.

O texto a seguir é da sua autoria, ela o fez na manhã de hoje, entre uma tarefa e outra. O seu tempo é muito bem distribuído, e sempre tem um espaço reservado para discutir a nossa educação, de Conquista, da Bahia e do Brasil:

“Em países que não possuem recursos naturais como Singapura, o governo instituiu a Educação do povo como prioridade, desde os primeiros passos da alfabetização até ao doutorado de muitos, nas áreas mais complexas: da medicina à tecnologia mais avançada, como? :: LEIA MAIS »

alessandro tibo


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia