WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

pmvc camara vitoria da conquista cicatriza

:: ‘Esportes’

Ivete será madrinha dos atletas brasileiros nas Olimpíadas de 2016

RTEmagicC_wghrwhreh.jpg

A musa Ivete Sangalo foi escolhida para ser madrinha dos atletas brasileiros nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. A cantora baiana gravou o clipe oficial da música tema, nesta semana, o resultado vai poder ser conferido no dia 03 de janeiro, no programa ‘Fantástico’. Além de “Veveta”, como carinhosamente é apelidada outros artistas também foram convidados para apadrinharem o time brasileiro na competição.

Ivete vai dar também o tom da apresentação da equipe brasileira de Ginástica Rítmica em 2016. Ela foi chamada para cantar a música tema de apresentação “Aquarela do Brasil”, onde fará uma versão para o clássico de Ary Barroso.

Saiba quem são os possíveis adversários do ‘Bode’ na Copa do Brasil 2016

3824,vitoria-esta-confirmado-na-copa-do-brasil-2016-3

 Foto: Divulgação

Por Celso Rios

O time alviverde já sabe quais devem ser seus adversários na estreia da Copa do Brasil 2016. A competição nacional será frequentada pelo clube conquistense pela terceira vez. Nas duas primeiras ocasiões, o ‘Bode’, foi eliminado ainda na primeira fase por Sport e Palmeiras, respectivamente.

De acordo com o regulamento do torneio serão 80 times disputando a primeira fase estando distribuídos em oito potes e o sorteio acontecerá da seguinte maneira: Pote A x pote E, pote B x pote F, pote C x pote G e pote D x pote H.

Na lista configurada pela CBF, o Alviverde caiu no pote F, portanto, com possibilidade de enfrentar qualquer equipe do pote B formado por Ponte Preta, Bahia, Sport, Vitória, Ceará, Criciúma, Avaí, Chapecoense, Náutico e ABC.

‘Bode’ segue se reforçando e contrata mais quatro atletas para a temporada 2016

001

Foto: Mosaico / Reprodução

Por Celso Rios

Mais quatro novos reforços chegam ao time do Vitória da Conquista para temporada 2016. São eles o meia Erivelton, Jairo, Rafael da Granja e o atacante Célio Codó. Os novos contratados devem reforçar o time para as próximas competições, como o Campeonato Baiano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil.

De volta ao ‘Bode’, o meira Erivelton, disputou o Campeonato Baiano 2015 pelo alviverde e acertou o seu retorno para a disputa da competição estadual e a Copa do Nordeste. O atleta cearense, natural de Limoeiro do Norte, tem 23 anos, e já defendeu equipes como Fortaleza (CE), Ferroviário (CE) e Vila Nova (GO). :: LEIA MAIS »

Demilson: “Se vendeu a emoção do futebol”

00175

                                      Foto: Arquivo Pessoal

Demilson Costa foi considerado um dos melhores goleiros do futebol baiano. O ex-atleta foi campeão baiano pelo Vitória em 1985 e findou sua carreira ainda precocemente após rodar por outras equipes do Brasil.

BM: Qual foi o sentimento de receber o Título de Cidadão Conquistense? 

D: Eu me senti lisonjeado e também a minha responsabilidade como cidadão conquistense aumentou. É a chave de ouro que todos nós queremos, um título deste não tem preço, fiquei bastante feliz e muito emocionado. Você faz um fechamento de toda história, tudo que construí aqui e a cidade me acolheu tão bem e receber um título desta natureza significa coroar o meu trabalho. Agradeço aos amigos, a Deus e a você por ter me dado uma oportunidade no esporte quando ainda era garoto, muito jovem, no Massicas, e daí que deslanchei. Lembro-me da época de suas palavras de incentivo falando de meu potencial, segui os seus conselhos e consegui sucesso na minha carreira com um título baiano, títulos nacionais e uma trajetória consolidada e de respeito. Todos têm uma referência muito boa comigo, isso realmente, não tem preço.

BM: Interessante que você foi um dos grandes goleiros que a Bahia conheceu e deixou o futebol muito rápido ainda bem jovem. Qual foi a motivação para esse abandono tão precoce?

D: Nessa trajetória foram quase quatorze anos e nessa época década de 80 e início de 90 não éramos tão bem remunerados. A gente passava por situações muito difíceis e quando olhei para trás fiz uma carreira legal com títulos e consolidada, porém, financeiramente não agregou muita coisa em minha vida. Quando chegou a hora de casar e vi que não tinha dinheiro nem para uma bicicleta, tive que parar, dá uma estudada e começar uma vida nova, dei sequência na vida na iniciativa privada e me dei bem. O futebol acabou ficando na boa lembrança, dos amigos, da história que criei, mas, muito exclusivamente pela questão financeira que parei cedo na carreira de jogador. :: LEIA MAIS »

alessandro tibo
blog do marcelo


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia