WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

cdl fast impressoes

:: ‘Artigos’

Anselmo Araújo: “Amizade é ouro, é água, é alimento”

CB6B63A6-DCAC-49B0-82F3-E4F87F3917A3

O médico e amigo Anselmo Araújo comemorou no último dia 07 de dezembro 25 anos de casado com a sua querida Ana Paula, e como ele valoriza demais a amizade, sentimento nobre que nos “impulsiona para frente e para cima”, convidou todos os seus colegas de turma de medicina e comemorou junto com muitos amigos a data.

Hoje recebi do meu estimado amigo um texto sobre o que representa AMIZADE para ele: :: LEIA MAIS »

O professor é sagrado!

Mozart Tanajura

Por Mozart Tanajura Jr

Outro dia fiz uma palestra na cidade de Anagé por ocasião do Fórum Fé e Cidadania, promovido pela Paróquia São João Batista. A temática por mim abordada tinha como propósito oferecer uma reflexão em torno das políticas públicas destinadas à educação. Muitos professores e professoras presentes, assim como vários outros profissionais da educação, se mobilizaram e lá estiveram para participar do evento. Em um de meus colóquios fiz ressoar uma verdade: O professor é sagrado! Não contive a emoção ao proferir aquela verdade. Fiquei como que em estado de êxtase, pois parecia que algo divino havia tomado força e inspiração dentro de mim. Os educadores presentes também se sensibilizaram e num gesto espontâneo aplaudiram não a mim, mas aquela assertiva verdadeira: “O professor é sagrado!”.

Voltei pra casa pensando naquilo que havia dito. Algo que transcendia minha razão. Uma verdade que inebriava o meu âmago e fazia crescer dentro de mim uma esperança inexplicável e tão forte e pura quanto o caminhar das águas em sua correnteza.   :: LEIA MAIS »

Duda Arêas escreve sobre o Baêa MP!!!

B50A5B3E-24F4-4531-B2B5-117E7F47A2BD

Administrador de empresas, professor universitário, Duda Areas é um dos frequentadores assíduos do Baba do Baneb, onde encontra amigos e fazem a maior resenha sobre a vida de cada um, ninguém consegue deixar o ambiente isoladamente, todos saem juntos para evitar cair na língua da galera.

A exemplo do pai, o ex-treinador do Conquista dos anos 70, o professor José Maria Areas, Duda sempre gostou de jogar basquete e já foi integrante da seleção conquistense da modalidade. :: LEIA MAIS »

Essa Via Bahia não é brincadeira não!

EDE9A053-F0D1-4B28-8A9D-39FF1587A609

Tratamos desse assunto em nosso programa apresentado na Transamérica 100,1, o Agito Geral, mas o fizemos de forma aleatória, citando apenas a cobrança de pedágio que acontece normalmente sem pena e sem dó, e os motoristas cumprem com suas obrigações, enchendo os cofres da concessionária que por sua vez não faz a sua parte, não cumpre com o que assumiu em contrato assinado e que deverá caducar se os baianos não reclamarem.

Dissemos e sugerimos que prefeito Herzem Gusmão deveria liderar um movimento com os outros gestores da região, buscando os deputados eleitos por nossa cidade e também aqueles votados em todo o sudoeste da Bahia para, num grande encontro, cobrar da Via Bahia a duplicação da BR116 no trecho que se prolonga de Jequié até a cidade de Cândido Sales. :: LEIA MAIS »

Diferentemente das novelas, o 6 x 5 do STF não foi um resultado óbvio para os telespectadores das tramas televisivas

AB56E5C2-31CC-423D-ABCC-21DAC72823A9

O artigo a seguir é de autoria do arquiteto Oscar Barreto, de Salvador, que acompanha o nosso blog e, pela segunda vez, nos solicita o espaço para expor suas ideias.

Desta feita ele traz o tema que tanto divide o país e nos deixa uma sensação de insegurança jurídica. Segue na íntegra a opinião do arquiteto soteropolitano: :: LEIA MAIS »

Um time disruptivo para um futebol conservador

49BDFE73-F656-4D28-B3D3-53F57F61E9B4
Eduardo Areas, o nosso Duda, é formado em administração, ministra aula na Fainor, tem o carinho dos seus alunos que o consideram um amigo. A paixão de Duda sempre foi o esporte, traz na veia as motivações do pai, José Maria Areas, professor de Educação Física, ex-treinador do Conquista Esporte Clube, equipe azulina que nos deu muitas alegrias na década de 70 e abrigou Piolho, Naldo, Juraci, Jaymilton, Agra, Celso e tantos craques que nos deixaram muitas saudades.

Voltando ao mestre Eduardo Areas, ele também já envergou a camisa da seleção de Basquete de Conquista, marca do DNA do pai, que também foi um dos principais responsáveis, ao lado do atual prefeito Herzem e de Norberto Auriche, pela introdução da modalidade em nossa cidade.

Duda, um dos membros do Mexe & Bole e Confra, dois grupos de WhatsApp que reúne grandes amigos e que ele passa a noite toda “atentando” antes de seguir para o baba do Baneb, onde só assiste aos jogos, porque não o deixam mais jogar, fiquei curioso e perguntei o motivo. Em uníssono, o grupo me respondeu: “ele não joga porque desequilibra”. Duda continua jogando bem assim?, perguntei, “não, ele entra em campo, desequilibra e cai”. :: LEIA MAIS »

Jumentos na terra do Jurupari

Oscar Barreto

*Por Oscar Barreto

“Vamos dar valor a quem trabalha

Vamos dar valor a quem da duro

O burro é quem merece a medalha

O Burro é quem trabalha, o Burro é quem dá Duro”.

Certa feita em uma manhã muito fria no interior da Bahia, eu com meus seis ou sete anos de vida, ouvi essa letra em uma cantiga, e a composição nunca mais abandonou a minha memória. Talvez por ela ter motivado por um instante na cidade de Maracás a parar e olhar para um animal estancado na calçada, sendo preparado com um arreio para mais uma jornada de carga e entender que ali não estava um objeto e sim um ser vivo.

Aquele mesmo animal, um jumento, dias antes nos levou para um passeio, eu, meus dois irmãos e mais quatro primos que nos atulhavam montados todos juntos ao dorso sem cela para passearmos pela estrada de barro em altas algazarras.

Ali diante ao animal quedado, a música teve um efeito introspectivo, despertando valores prematuros que o preparo da lógica inocente até então era desprovida de objeções. Como na letra daquela cantilena sertaneja, aquele animal dava duro e trabalhava para nosso ilimitado prazer. Mas pensei, a nossa diversão não era trabalho e se fosse trabalho todos têm direito a descansar e se é trabalho, o que aquele animal recebia em troca por aqueles dias de labutas ininterruptas?

E quando o animal retrucou em sair dali depois de um tranco nas rédeas dado por um sisudo vaqueiro que trabalhava para meu tio, imediatamente o repreendeu com uma voz virilmente repressora e mais conclusões iam sendo processadas e concluir que aquele era um bicho que parecia não ter direito a exercer a sua autonomia. :: LEIA MAIS »

Oscar Barreto: “O melhor amigo do criador é o cão!”

0110F390-106A-49E9-9480-D7682AC7FDF8

O Pensando Bem é um grupo de Whatsapp do qual tenho a honra e o prazer de fazer parte, sou o único aprendiz no universo de intelectuais, pensadores, filósofos, historiadores e renomados professores que vão desde a nossa querida Vitória da Conquista, passando por Salvador, Aracajú e Brasília.

Oscar Barreto faz parte desse seleto grupo e traz a sua colaboração ao nosso blog quando nos envia esse que artigo que publicaremos após fazermos a sua apresentação.

Oscar é Arquiteto Urbanista e Paisagista, Especializado em Ecovilas e Bairros Ecológicos, Construção Sustentável e Edificação Eficiente. Arquiteto coordenador de ONGs em intervenções vernaculares para comunidades nativas e carentes.

A seguir, o artigo: :: LEIA MAIS »

AÉLIO

delegado valdir barbosa

Por Valdir Barbosa

Talvez fosse ele o menor, em estatura, dos Tavares da Mota, muito embora, a envergadura moral de alto coturno fosse característica sua como de resto, dos filhos e filhas todos, de Dona de Doralice e Seu João Batista, casal vindo do estado de Sergipe que aportou nas terras frias do sudoeste baiano, onde ambos fizeram história, nos trilhos de honestidade, retidão e esforço, exemplos do bem seguidos pelos seus descendentes.

Ainda engatinhava como Delegado de Polícia, lotado em Itapetinga, quando pude conhecer dita figura, no crepúsculo dos anos setenta, pois passei a visitar com assiduidade Vitória da Conquista, na esteira da atividade exercida, mas, principalmente, fisgado pelos anzóis das amizades que pude construir ali e pelos amores que enredaram meu destino nas alterosas baianas, sitio que veio se tornar minha segunda urbe, vez que, soteropolitano de nascimento, consoante já afirmei em outras oportunidades. :: LEIA MAIS »

Perspectiva do mercado de trabalho no cenário contemporâneo causado pelas inovações tecnológicas

88BF428B-76BD-4E9D-843B-EABC2E9C9CC0

Por Eduardo Augusto Brito Arêas*

Está rondando um pessimismo no imaginário sobre o futuro de algumas profissões, como administração, por exemplo, em que a automação poderia tornar as habilidades humanas obsoletas. Até que ponto esses movimentos fazem sentido? Para entender o momento atual de mudanças tão abruptas, faz-se necessário analisar o caminho pelo qual a humanidade percorreu até aqui. O homem passou por alguns pontos de mutação. As primeiras civilizações eram nômades e, em um determinado momento, se fixaram e passaram a produzir para própria subsistência; depois, veio a Primeira Revolução Industrial, demarcada pelo surgimento da máquina a vapor e o ferro. Nesse momento, o homem passou a produzir bens em fábrica. Na Segunda Revolução Industrial, trocam-se as fontes de energia, do vapor para energia elétrica; do ferro para o aço e surge a indústria química e, com isso, os derivados do petróleo. Na contemporaneidade, falamos em revolução tecnológica, em nano tecnologia e em indústria 4.0. Esta quarta revolução se caracteriza pela convergência digital, física e biológica, através da qual estamos conseguindo avançar na criação de novas tecnologias, como a nuvem, a internet das coisas, big data, inteligência artificial e biotecnologia. Trata-se de uma nova revolução que não está mudando somente o nosso cotidiano e a forma como fazemos as coisas, está mudando o que somos. :: LEIA MAIS »

alessandro tibo
blog do marcelo


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia