8D3EBAC5-C832-4B0D-BFE4-1EEE110105FB

Ouvi ontem de um experimentado político que corre nas suas veias o sangue da disputa eleitoral a vontade incontrolável de continuar participando dos destinos políticos e administrativos da cidade. Ouvi atentamente ao telefone o que o meu interlocutor dizia sem rancor, mas como forma de desabafo ou, no mínimo, como forma de esclarecimento, como ele enxerga uma determinada figura da nossa política. Na verdade não foi uma confidência, ficou muito claro que era uma análise e leitura defininitiva do, até aqui, imaginário personagem que os leitores devem estar loucos por saber.

Prefiro não declinar o nome, não creio que seja o ideal mexer no ventilador, pode esparramar vitamina de abacate pra tudo quanto é lado. “Vou à Salvador, vou me abastecer e robustecer as minhas ideias e de muitos conquistenses que pensam como eu, no meu retorno irei ao seu programa”, falou o cidadão que entende que a cidade não pode parar e nem retroceder, segundo ele.