WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cdl vca natal


janeiro 2018
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

seneca cicatriza

:: 16/jan/2018 . 16:51

“Leis não vão demolir os racismos, mas mudanças nas práticas sociais”, diz professor Alberto Bomfim

9C0B7197-865A-4157-AD02-A0261AA965FB

Oxalá brancos e pretos tenhamos voz para responder positivamente ao chamado de Bob Marley: “Você não vai ajudar a cantar essas canções de liberdade?

Por Fábio Sena e Flávio Passos

Marco legal na luta contra o racismo e em favor da disseminação, no ambiente escolar, de conhecimento sobre a História e Cultura Afro-Brasileira, a Lei 10.639, de 2003, integra o acervo de conquistas históricas que o movimento negro acumula e cujo desdobramento mais visível é o rompimento com uma lógica educacional que buscava naturalizar o negro como mero coadjuvante na história brasileira. Alçado à condição de protagonista nos conteúdos escolares, os negros puderam, enfim, ter compartilhada sua experiência histórica, sua contribuição intelectual, política e cultural na formação da identidade nacional.

No ano em que são celebrados os 15 anos de sanção da lei pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Diário Conquistense e o professor doutorando Flávio Passos – militante negro e pesquisador assíduo do tema – se articularam para fomentar o debate sobre os avanços, os limites e as perspectivas da lei. A ideia é colher, por meio de entrevistas, a opinião de professores e pesquisadores do tema e construir um pensamento coletivo sobre a importância de uma lei cuja aplicação ainda enfrenta entraves de natureza vária, dentre as quais um que parece nortear boa parte dos artigos sobre o tema: como ensinar sobre algo que não se conhece?

A primeira entrevista é com o professor da rede municipal de ensino, Alberto Bomfim da Silva, graduado em História pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, especialista em Política, Cultura e sociedade e mestre em Letras: Cultura, Educação e Linguagens também pela UESB. Militante social, Alberto Bomfim é professor do Curso Pré-Vestibular Dom Climério, administrado pela organização Agentes de Pastoral Negros e voltado principalmente a estudantes afro-brasileiros. Sondado sobre a possibilidade de esboçar um pensamento sobre o assunto, o professor imediatamente aceitou o convite e respondeu às perguntas que lhe foram enviadas.

Alberto Bomfim acredita que a Lei 1’0.639 representou um avanço significativo no sentido de promover reparações em um sistema de ensino-aprendizado cuja formação liga-se às necessidades do projeto colonizador de cultura europeia nos séculos XVI e XVII, a começar pela imposição da Língua Portuguesa. Para o estudioso, “é um absurdo pensar que ainda hoje nossos alunos e professores falem de Milão ou York, mas não conheçam nada sobre Lagos, na Nigéria, cidade com a qual o Brasil possui muito maior pertencimento cultural e comercial”. :: LEIA MAIS »

Cicatriza realiza mais um curso coberto de êxito

4A7D8961-710C-4A8B-958C-89B0FC1F44CA

Apesar do período festivo, de férias e de verão, a Cicatriza, não obstante tudo isso, realizou mais um curso de feridas conseguindo atrair dezenas de profissionais da área de saúde como médicos, enfermeiros e estudantes de medicina.
Dra. Bianca Oliveira, idealizadora da Cicatriza que já se tornou referência não apenas em Vitória da Conquista, mas já leva o nome da medicina da cidade para outras regiões, além de Brumado, Guanambi, Itapetinga, Salvador, Juiz de Fora/MG e Erechim/RS através de franquia, disse depois de ministrar uma palestra para os inscritos: “é gratificante assistir, em pleno sábado, número tão expressivo de pessoas buscando aprimorar os seus conhecimentos para melhor servir”.
O curso contou com dez horas de carga horária, além de uma apresentação externa no Hospital Samur. Em nota, a assessoria de comunicação da Cicatriza dá maiores informações sobre o evento: :: LEIA MAIS »

Febre Amarela: Vitória da Conquista está fora da área de risco

FBF21572-9083-492B-B952-8D502F5ADD14

A Secretaria Municipal de Saúde esclarece que Vitória da Conquista não está na lista dos 105 municípios baianos onde a vacinação contra a febre amarela deve ser intensificada. Atualmente, o município segue com a vacinação de rotina, disponibilizando as doses em todas as unidades e postos de saúde, em qualquer época do ano.

Devido às últimas notícias e a ocorrência de casos em alguns locais do país, é normal que a procura pela vacina nas unidades de saúde registre aumento, mas são necessários alguns esclarecimentos.

Confira: http://www.pmvc.ba.gov.br/febre-amarela-vitoria-da-conquista-esta-fora-da-area-de-risco/

Gustavo Magalhães e Nicole Fahel hoje no Agito Geral

B0282632-401A-4C41-9E2A-A7E6A6C1EC47

Hoje o nosso programa terá duas entrevistas interessantes, atuais e cativantes. Tem tudo a ver com os nossos dias, inclusive, com a nossa querida Vitória da Conquista. Claro que tem. Como passar incólume sobre a reforma trabalhista e sobre cinema? Estamos inseridos nos dois contextos.
A reforma mexe com a vida de todos nós. O cinema também. Nesses dias que antecedem a inauguração do novo aeroporto, olha o cinema aí. Glauber Rocha é o nome da obra que o governador Rui Costa descerrará ao lado do prefeito Herzem Gusmão em clima republicano, em perfeita harmonia que os tempos de hoje exigem. :: LEIA MAIS »

Prefeitura e Pel fazem parceria

71D3C836-4A0F-4414-8581-880E71F38E23

Depois de muitas reuniões, a prefeitura municipal de Vitória da Conquista e a Pel Construtora definiram uma contrapartida da empresa em relação a permuta envolvendo o Clube Social Conquista e um terreno no Vila América.
Parte do acordo está na nota a seguir emitida para a imprensa com as devidas explicações técnicas. Uma praça, por exemplo, será construída.
Leiam a nota: :: LEIA MAIS »

alessandro tibo
blog do marcelo


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia