IMG-20160209-WA0024

A banda é bem recente. Está apenas começando. O mercado é repleto de talentos, daí ser preciso muito talento e trabalho para chamar a atenção. A Banda Di Mainha é uma grata surpresa. Tem um swing diferenciado, quem ouve pela primeira vez pensa que é mais um produto exportação do Ceará. A Di Mainha não é da mesma escola do Aviões, Safadão e Márcia Fillipe. Ela é nossa, é da Bahia. Larissa Marques, cantora da Di Mainha, tem brilho próprio, sabe o que quer.
Estreou no carnaval de Salvador agradando em cheio. Percebi isso pela reação do público dos camarotes e da pipoca. A gente conhece pela reação do povo.
“Não é da vovó, não é do papai, é Di Mainha”, é assim que Larissa Marques se refere a sua banda.